Central de Atendimento:

(11) 2381-9263
(11) 2381-9264
(11) 2381-9265
Seja bem-vindo Quinta-Feira, 30 de Junho de 2022

Indenização por Acidente de Trabalho


A Indenização por acidente de trabalho apresenta de forma clara as dúvidas que, mesmo passados alguns anos após a Emenda Constitucional nº 45, ainda persistem quanto a importantes questões relacionadas ao acidente de trabalho, especialmente a responsabilidade civil, o dano material e a prescrição.

Indenização por Acidente de Trabalho

Introdução da Indenização por acidente de trabalho:

Com a edição da Emenda Constitucional nº 45, surgiu à desavença jurisprudencial acerca da competência da Justiça do Trabalho para julgar pedido de Indenização por acidente de trabalho, tendo inicialmente, o Supremo Tribunal Federal, seguido pelo Tribunal Superior do Trabalho, decidido no sentido da incompetência da Justiça Laboral.

Porém, o STF através de decisão unânime proferida em 29/06/2005, reformulou seu posicionamento, sustentando, ser competência da Justiça do Trabalho, após a Emenda nº 45, a apreciação e julgamento das ações de Indenização por acidente de trabalho por danos morais e ou materiais decorrentes da relação de trabalho.

Sobre a Indenização por acidente de trabalho por dano material e/ou estético:

Indenização por Acidente de Trabalho

Quando ocorre um acidente de trabalho, a vítima pode pleitear Indenização por acidente de trabalho por dano moral, material e/ou estético. No caso da Indenização por acidente de trabalho por dano moral deve ser entendido todo mal dirigido contra um interesse juridicamente protegido, que agride valores só em abstrato, como nos casos de direito a vida, a liberdade, a honra, a intimidade ao nome, a liberdade de consciência, etc.

No caso da Indenização por acidente de trabalho por dano estético, pode ser cumulativo com o dano moral, quando possuírem fundamentos semelhantes, conforme já sedimentado na doutrina e na jurisprudência. Vem a ser aquele decorrente de lesão como cicatriz, amputação de membro ou qualquer outra deformação que cause impacto para outras pessoas, afetando a integridade pessoal do ser humano.

Critérios para a Indenização por acidente de trabalho:

Se o acidente de trabalho ocorreu em virtude de culpa exclusiva do empregado não haverá lugar para indenização por dano moral. A jurisprudência tem enfrentando a hipótese: “acidente de trabalho” por falta de responsabilidade do empregador.

A culpa concorrente pode funcionar como fator de redução do valor da Indenização por acidente de trabalho. Se os equipamentos de segurança são disponibilizados ao empregado, porém ele não se utiliza deles, a hipótese configura culpa concorrente, respondendo pelo acidente o empregador, entretanto a conduta do empregado.

Conheça mais alguns serviços: esforços repetitivos, formulação de quesitos, indenização por acidente de trabalho, indenização por danos materiais, indenização por danos morais, indenização por doença profissional, insalubridade, justiça do trabalho, laudos periciais em processos trabalhistas, laudos técnicos periciais.

Saiba mais sobre Indenização por Acidente de Trabalho

Ligue para (11) 2381-9263 ou entre em contato por email.
Tags desta página: Indenização, acidentes de trabalho, Indenização causado por acidentes de trabalho, Indenização acidentes de trabalho, laudo para indenização por acidentes de trabalho, perícias para indenização por acidente de trabalho. , Indenização por Acidente de Trabalho.
O texto acima "Indenização por Acidente de Trabalho" é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. – Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.


Produtos relacionados a :

Indenização por Acidente de Trabalho
CAC Perícias Médicas & técnica - - Rua Municipal, 30 - Sala 203 - Centro - São Bernardo do Campo/SP - CEP: 09710-210
Yaslip - Marketing de busca W3C XHTML 1.0 - Site Desenvolvido nos padrões W3C Site Desenvolvido nos padrões W3C

Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.